Movimentos Literários seus principais autores e sua ligação com a História

O Renascimento

urs.bira@uol.com.br

Imprimir esta página Home page de Ubiratan Voltar à página anterior

  • Renascimento.

    Foi um movimento intelectual artístico e literário, ocorrido na Europa, especialmente na Itália, nos séculos XV e XVI, com as seguintes características:

    Suas origens remontam ao século XIV. O termo é impróprio porque na Idade Média a cultura greco-romana não estava morta para renascer nos tempos modernos. Foi motivado pelos seguintes fatores:

    1. O Renascimento Italiano

      • As Causas

        A Itália foi o berço do Renascimento devido aos seguintes fatores:

        proteção dos mecenas: papas, bispos, reis, príncipes, banqueiros, que reuniam obras clássicas, amparavam os estudiosos da Literatura grega e latina, fundavam bibliotecas, embelezavam seus palácios e igrejas;

        fuga dos sábios bizantinos para as cidades italianas. Profundos conhecedores da cultura clássica, muito influenciaram os italianos. Destacaram-se: Miguel Crisólaras e Basílio Besarion;

        tradição clássica. A Itália, como centro do Império Romano, guardava o mais importante conjunto de monumentos, representando a tradição da cultura latina;

        progresso econômico das cidades.

      • Os Grandes Mestres do Renascimento artístico

        As artes inspiradas na antigüidade clássica alcançaram notável desenvolvimento, principalmente a pintura, representada pelos grandes mestres:

        • Leonardo da Vinci (1452-1519)

          Florentino; pintor, escultor, engenheiro, músico, filósofo, poeta, escritor, autor de importantes trabalhos sobre Anatomia, Fisiologia e Medicina. Gênio universal.

            Pintou:

          • Mona Lisa
          • Santa Ceia

        • Miguel Ângelo (1475-1564)

          Florentino; pintor, escultor, arquiteto, engenheiro, poeta, cientista, foi um dos maiores escultores do mundo.

            Esculpiu:

          • Moisés
          • Pietà

            Pintou:

          • Juízo Final (na Capela Sistina)

        • Rafael Sânzio (1483-1520)

          Foi um dos maiores pintores do Renascimento.Foi o inimitável pintor das Madonas

            Pintou:

          • Escola de Atenas
          • Retrato de Júlio II
          • A Sagrada Família
          • A Linda Jardineira
          • São Miguel esmagando o Demônio
          • Madonas

        • Ticiano (1477-1576)

          Chefe da escola veneziana, vigoroso e inigualável quanto à harmonia do colorido.

            Pintou:

          • A Deposição do Túmulo
          • O Homem da Luva
          • Júpiter e Antíope
          • Vênus Deitada
          • A Fonte do Amor
          • Vênus e Adônis
          • Lucrécia Bórgia

        • Tintoretto (Jacopo Robusti) (1518-1594)

          Cujo nome verdadeiro era Jacopo Robusti e era filho de um tintureiro, daí o apelido.

            Pintou:

          • A Glória do Paraíso
          • O Milagre de São Marcos

        • Sandro Botticelli (1457-1510)

          Notável pintor, desenhista e gravador.

            Pintou:

          • grande número de "madonas"
          • A Primavera
          • O Nascimento de Vênus

        • Benvenuto Cellini (1500-1571)

          Famoso gravador, estatuário e ourives. Foi protegido pelos papas Júlio II e Paulo III

            Suas obras primas são:

          • Perseu (em bronze)
          • A Ninfa (em bronze)

        • Lorenzo Ghiberti (1378-1455)

          escultor e arquiteto florentino.

        • Donatello (1386-1466)

          Precursor de Miguel Ângelo, toscano, grande escultor,

            Autor de:

          • Nossa Senhora e o Menino Jesus
          • São João Batista
          • Madalena

        • Bramante (1444-1514)

          Celebre arquiteto, autor da planta da Basílica de São Pedro, em Roma.

        • Gregório Allegri (1587-1622)

          Compositor de música religiosa, autor de um miserere proibido pelos papas e reconstituído por Mozart.

        • Palestrina (1524-1594)

          Reformador da música religiosa, apelidado o "Príncipe da Música", autor de uma célebre Missa do Papa Marcelo.

      • O Renascimento literário

        Os mais notáveis escritores do Renascimento italiano foram:

        • Nicolau Maquiavel (1469-1527)

          Estadista e historiador, autor de Décadas sobre Tito Lívio, História Florentina, e do célebre O Príncipe, inspirado na vida de César Bórgia.

        • Ludovico Ariosto (1474-1553)

          Auto de Orlando Furioso, poema exaltando as façanhas de Carlos Magno contra os sarracenos e as aventuras de Rolando.

        • Torquato Tasso (1544-1595)

          autor de Jerusalém Libertada

        • Francisco Guicciardini (1485-1540)

          O mais notável historiador da Itália renascentista. Inspirou-se em Tucídides

    2. O Renascimento Francês

      • Francisco Rabelais (1495-1553)

        Notável escritor, autor de "Gargântua" e "Pantagruel". Quando jovem, seguiu a carreira eclesiástica. Abandonou-a para seguir a Medicina.

      • Pedro Ronsard (1542-1585)

        Estudou os clássicos gregos e latinos. Escreveu "Odes".

      • Miguel Montaigne (1533-1592)

        Erudito escritor, autor de "Ensaios".

      • Pedro Lescot

        Arquiteto, construtor da fachada ocidental do pátio do Louvre e da Fonte dos Inocentes.

    3. O Renascimento Inglês

      • William Shakespeare (1564-1616)

        Notável dramaturgo, autor de dezenas de obras, entre as quais: Hamlet, Otelo, Romeu e Julieta, Ricardo III, Macbetch

      • Francis Bacon (1561-1626)

        autor de Novum Organum

    4. O Renascimento Espanhol

      • Miguel de Cervantes Saavedra (1547-1619)

        O mais celebres dos escritores espanhóis, autor do famoso D. Quixote de La Mancha. Escreveu também Galatéia e Comédias Exemplares

      • Calderon de la Barca (1600-1681)

        Famoso pelos seus autos sacramentais. Escreveu cerca de 120 comédias, das quais as célebres são: Devoção à Cruz e Médico de sua Honra

      • Tirso de Molina (Gabriel Tellez) (1571-1648)

        Notável escritor, autor de A Prudência da Mulher, Dom Gil das Calças Verdes, Burlador de Sevilha, "Marta, a Piedosa"

      • Francisco Quevedo (1580-1645)

        Poeta satírico, autor de A Rebelião de Barcelona, História do Grande Tacano, Política de Deus

      • Diogo Velasquez (1599-1660)

        Grande pintor, o mais original artista da escola espanhola, autor de As Meninas, Os Bêbados, Esopo, A Rendição de Breda

      • El Greco (Domingos Theotocópuli) (1548-1625)

        Originário de Creta, foi admirável pintor. Pintou O Enterro do Conde de Orgaz.

      • Ribera (1588-1656)

        Pintor, autor de O Martírio de São Bartolomeu.

      • Murillo (1618-1682)

        Grande pintor, autor de O Jovem Mendigo, A Imaculada Conceição

    5. O Renascimento Português

      • Luís Vaz de Camões (1524-1580)

        Fabuloso poeta português, autor de Os Lusíadas, El-Rei Seleuco, O Anfitrião e Filodemo

      • Gil Vicente (1470?-1536?)

        Poeta e Dramaturgo. Foi o criador do teatro português. Autor de Auto da Alma, Quem tem Farelos?, Barca do Inferno, Viúvo, Templo de Apolo, Inês Pereira.

    6. O Renascimento Alemão

    7. O Renascimento nos Baíses Baixos

      • Rembrandt

        Grande pintor e gravador holandês, chefe da reação contra a influência italiana feita em nome da natureza contra a pompa clássica da composição. Pintou mais de 800 quadros. Os princípais são: Tobias e Sua Família, A Lição de Anatomia, A Ronda da Noite, O Samaritano

      • Pedro Paulo Rubens (1577-1640)

        Autor de A Descida da Cruz, A Crucificação de Pedro, A Quermesse

    8. O Renascimento Científico

      • João Kepler (1642-1727)

        Célebre astrônomo alemão que teve a glória de apresentar uma teoria sobre o planeta Marte e de formular as leis chamadas de leis de Kepler, das quais Newton tirou o grande princípio da atração universal.

      • Isaac Newton (1642-1727)

        Matemático, físico e astrônomo inglês. Tornou-se imortal pela descoberta das leis da gravitação universal, e da decomposição da luz.

      • Galileu Galilei (1564-1642)

        Matemático, físico e astrônomo italiano, natural de Pisa. Foi o verdadeiro fundador da ciência experimental na Itália. Aperfeiçoou o telescópio. Descobriu as leis da queda dos corpos e anunciou o princípio da ínercia e o da composição dos movimentos. Inventou o termômetro e a balança hidrostática e estabeleceu os princípios da dinâmica moderna. Morreu cego.

      • Nicolau Copérnico (1473-1543)

        Astrônomo polonês que comprovou o heliocentrismo no livro As Revoluções das Esferas Celestes, publicado logo após a sua morte. As observações mais apuradas dos astros, graças ao aperfeiçoamento do telescópio, aos poucos foram convencendo os cientistas da teoria heliocêntrica, hoje conhecida como Revolução Coperniciana

      • Miguel Servet (1509-?)

        Médico espanhol que foi queimado vivo por ordem de João Calvino. Grande anatomista, descobriu a circulação do sangue pulmonar.

      • André Vesálio (1514-1564)

        O maior anatomista do século XVI. Foi um dos primeiros a praticar sistematicamente a dissecação do corpo humano e atacou as opiniões de Galeno, célebre anatomista grego. Vesálio era Belga.

      • William Harvey (1578-1657)

        Notável médico inglês, famoso pela descoberta da circulação do sangue e por ter antevisto a lei da biogenética.

      • Ambroise Paré (1517-1590)

        Grande cirurgião francês, descobridor da ligação das artérias, que ele empregou em vez da cauterização nas amputações.


    Fonte: História Moderna e Contemporânea Osvaldo Rodrigues de Souza,Ed. Ática, 5a. edição