Movimentos Literários seus principais autores e sua ligação com a História
urs.bira@uol.com.br

Imprimir esta página Home page de Ubiratan Voltar à página anterior

Guerra de Canudos



A Guerra de Canudos, ocorrida no final do século XIX, teve como documento histórico e literário uma das maiores obras escritas em território nacional: "Os Sertões", de Euclides da Cunha (1866 - 1909), em que se realiza um profundo estudo in loco sobre as características da terra, do homem local e do próprio conflito, estudos à luz das teorias científicas então vigentes (determinismo). A obra encerra um caráter de denúncia ao massacre desferido pelas tropas republicanas, ou seja, revela um crime cometido pelo próprio governo federal. O conflito entre a aldeia de Canudos e a República foi gerado a partir do momento em que o governo sentiu-se ameaçado pelas intenções de Antônio Conselheiro (Antônio Vicente Mendes Maciel) de desobediência civil a quaisquer autoridades oficiais e pelas suas idéias de defesa ao regime monárquico. Antônio Conselheiro é uma das personagens mais controvertidas na história do Brasil, tendo se valido de uma postura messiânica para a liderança de um povoado que já contava com milhares de pessoas.

A aldeia de Canudos contava com um regime de produção coletiva. As desobediências do povoado em relação ao governo tratavam-se, por exemplo, da recusa ao casamento religioso e ao pagamento de impostos federais. Desta forma, os órgãos oficiais vão criando sobre Canudos a imagem de um núcleo de perigosos rebeldes monarquistas fanáticos. Aos olhos de todos, parecia evidente que a aldeia deveria ser eliminada. Contando com essa idéia em vigência, o governo baiano organiza expedições que viriam malograr na tomada do território. Mais tarde, o próprio Governo Federal encarrega-se de enviar mais duas expedições, valendo-se de organização militar e armamento altamente ostensivo, terminando assim por aniquilar milhares de habitantes da aldeia, juntamente com o próprio Antônio Conselheiro.



Retorna

Fonte: •Enciclopédia Digital 99 • ( Literatura e Leitura )•